MISSÃO BOA NOTÍCIA
 
Data : 09-04-04 03:43
Altar do holocausto
Usuario : Gnn Hits : 7,322


Altar do holocausto


Deus não usou uma outra forma além do sangue de Jesus para nos libertar do pecado. Quando abrimos a porta e entramos no templo, logo podemos ver o altar, e em cima do altar, podemos ver a ovelha que morreu por nós derramando o sangue, e podemos ver a cena da ovelha sendo queimada.

Essa ovelha que está sendo queimada, representa a Jesus Cristo que foi crucificado por nós.

Os homens, depois de terem cometido o pecado, continuaram vivendo longe de Deus. No começo, os homens não gostavam do pecado, mas convivendo com o pecado durante muito tempo, se aproximaram do pecado, comendo e bebendo do pecado. Por isso muitas pessoas preferem se divertir cometendo injustiças, do que se divertirem de uma forma comum. Todos os lugares em que as pessoas se divertem existe uma injustiça.

Embora não tenhamos nenhum peso na consciência enquanto comemos e bebemos do pecado, mas quando nós vamos para diante de Deus, esses pecados nos condenam e nos perturbam em nossa consciência, fazendo que percamos a coragem de ir para diante de Deus. Assim, muitas pessoas não conseguem ir diante de Deus por estarem presos ao pecado.

Mas o nosso Deus que nos ama, sofre e Se lamenta ao nos ver convivendo com pecado e nos espera até voltarmos para Ele sendo libertados do pecado.

Por isso Deus sempre prepara um caminho para irmos diante Dele, independente do pecado que cometemos e da escuridão que temos.

Deus derramou toda a ira, o julgamento e o castigo que nós deveríamos receber em Jesus Cristo. Por isso a morte do Senhor é a nossa morte, a crucificação do Senhor é a nossa crucificação. Exatamente por esse motivo não precisamos mais temer pelo pecado quando olharmos para o Senhor que morreu na cruz.

Quando percebermos que a ovelha a qual está sendo queimada derramando o sangue já recebeu todo o castigo pelos nossos pecados, nesse momento poderemos ir confiantemente diante de Deus e ter uma vida abençoada e de felicidades.


"Farás também o altar de madeira de acácia; de
 cinco côvados será o seu comprimento, e de cinco, a largura, (será quadrado o altar), e de três côvados, a altura. Dos quatro cantos farás levantar-se quatro chifres, os quais formarão uma só peça com o altar."
(Êxodo 27:1,2)

Vendo essas palavras, está dizendo para levantar quatro chifres, os quais formarão uma só peça. Muitas pessoas não dão valor para os chifres do altar, mas na Bíblia fala mais profundamente dos chifres do que qualquer outra coisa. Vendo no Antigo Testamento, quando as pessoas temiam por ter cometido pecado, eles pegavam os chifres para receberem o perdão.

Vendo em Levíticos capítulo 4, está escrito para pegar o sangue com o dedo e passar nos chifres do altar do incenso quando os sacerdotes e todo o povo de Israel pecasse. E quando os patriarcas, e as pessoas comuns pecasse, disse para passar o sangue nos chifres do altar do holocausto.

Em Jeremias capítulo 17:1, está escrito que gravou os nossos pecados nas pontas dos altares."O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro e com diamante pontiagudo, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos seus altares."

Deus habita nas colunas de nuvens e nas colunas de fogo. O altar ficava entre Deus e entre o povo de Israel, por isso geralmente quando o povo de Israel olhava para Deus, não se lembravam do pecado. Mas somente indo diante de Deus, eles acabavam ficando perturbados por se lembrarem dos pecados que estão gravados nos chifres. Antigamente quando sacrificavam a oferta pela redenção, as pessoas que haviam cometido o pecado faziam a imposição de mão na ovelha, e a ovelha morrendo, o pecado era remido. E por fim, o trabalho dos sacerdotes era apagar o pecado que estava gravado. Por isso passava o sangue da ovelha nos chifres do altar para que tanto nós como Deus não enxergasse nem um pingo de pecado.

Quando nós vemos, a nossa pessoa não é devota, mas quando Deus nos vê, Ele fala que somos justos por termos nos tornado justos através do sangue de Cristo.
 


Todos os números que aparecem na Bíblia, tem significados muito profundos.

Por exemplo, 3 é Deus, 4 é tribulação, 6 é o homem, e para mostrar a perfeição utiliza o número 7. O número 5 é utilizado para mostrar a graça de Deus.

Em Atos está falando que recebemos o Espírito Santo pela graça.

Em Lucas capítulo 7, fala sobre as pessoas que tinham dívidas mas que foram perdoados. Uma pessoa estava devendo 500 denários e o outro, 50 denários. E o motivo de Deus ter utilizado o número 5, foi para mostrar que as dívidas foram canceladas pela graça.

Também em João capítulo 5, está escrito que tinha cinco pavilhões. E dentro desses pavilhões, a graça de Deus estava escondido.

Quando Deus mostra a graça, Ele sempre utiliza o número 5. O tamanho do pecado ser de 5 talentos no altar, significa que Deus quer conceder a graça para os homens através do altar.

Não importa se olharmos para o Leste ou Oeste, mas o altar nos mostra que independente de qual dado olhemos, nós podemos receber a graça de Deus.

Esse altar representa a Jesus Cristo, e Deus quer nos conceder a graça através da cruz.

Deus deseja nos conceder a salvação e a bênção não pelo salário do nosso trabalho mas sim pela graça. Esse altar representa a cruz. Quando olhamos para a cruz, Deus tem preparado todas as coisas  para que as pessoas recebam a graça sem preço. Isto é, Jesus, o cordeiro de Deus morreu na cruz derramando o sangue, e preparou todas as coisas para nos salvar no trono de Deus. Então, quando recebemos o perdão dos pecados que cometemos, não depende dos nossos esforços, das nossas lágrimas, ou das nossas decisões, mas o Deus que concede a graça, preparou todas as coisas.

 


No altar, a ovelha morre derramando o sangue e é queimado. Quando vemos esse sangue sendo derramado debaixo do altar, podemos perceber que é a aparência de Jesus Cristo, o qual morreu crucificado derramando o seu sangue. Qual tipo de graça que Deus nos concedeu? Primeiro de tudo, Ele nos concedeu a graça de nos salvar do pecado, a graça de recebermos o perdão dos pecados. E somente Deus trabalhando 100% é que poderemos receber a graça perfeita. Para recebermos a salvação, nem 1% do nosso trabalho e esforço é incluso, mas 100% pela graça de Deus.

O 'Sacrifício' é tirar a pele da ovelha ou do boi, queimar a carne, derramar o sangue nos quatro cantos do altar, lavar com água os intestinos do animal e queimar no altar.

Esse sacrifício é feito em cima do altar. Depois de queimar a ovelha ou o boi, somente resta a cinza. E chamamos de altar o lugar onde o sangue é derramado. O sangue desse sacrifício é derramado nos quatro cantos do altar.

Vendo na Bíblia, está escrito que Jesus Cristo é o santificado filho de Deus. Até quando o Senhor estava nesta terra, Deus disse: "Ele é o Meu Filho amado que me satisfaz". Além de Jesus Cristo ser o Filho que O satisfaz, também Se ofereceu queimando perfeitamente a sua pessoa sem deixar um pingo de marca, conforme a vontade de Deus. E podemos ver essa figura no altar.


 


Jesus Cristo não viveu conforme a Sua própria vontade. Ele foi sacrificado conforme a palavra da previsão de Deus do Antigo Testamento.

Não era a vontade de Jesus Cristo Ser crucificado na cruz, mas a vontade de Deus.

Dentre as orações que o Senhor ensinou, está dizendo: "Faça-se a Tua vontade assim na terra como no céu." Nessa palavra também, podemos ver que Jesus não fez conforme a Sua própria vontade, mas desejou que fosse realizado conforme a vontade de Deus.

No Antigo Testamento, não sobrava nenhuma marca quando muitas ovelhas eram sacrificadas no altar. Da mesma forma, podemos ver que quando Jesus Cristo morreu crucificado, não sobrou nenhuma vontade ou pensamento próprio. Seguindo somente a vontade de Deus é que toda a vontade de Jesus desapareceu. Tudo isso, para realizar a vontade de Deus que é nos salvar.

Para conhecer a preciosa vontade de Deus, temos que tirar todos nossos pensamentos, assim como Jesus fez. Somente todos nossos desejos sendo quebrados e sofrendo a morte, é que poderemos dizer: 'Não seja conforme a minha vontade...'.

Antigamente, o sumo sacerdote do o povo de Israel, somente poderia entrar no lugar Santíssimo uma vez por ano se tivesse com o sangue nas mãos. Por acaso, se não tivesse com o sangue nas mãos, ele tinha que morrer no momento em que entrasse.

Ao entrar no lugar Santíssimo, o sacerdote tinha que ter em mãos o sangue da ovelha morta para poder viver. Da mesma forma, Jesus derramou o Seu sangue para nos salvar. Esse sangue está espalhado nos quatro cantos do altar, e vendo esse sangue passado nos chifres do altar, podemos obter a coragem de irmos confiantemente diante de Deus. Por exemplo, se não tivesse o sangue e as cinzas da ovelha morta, então Deus não poderia nos aceitar. Mas Deus nos aceita por ter o sangue e as cinzas da ovelha que morreu por nós.

Assim como todos os desejos e pensamentos do Senhor foi queimado debaixo da cruz sendo estabelecido somente a vontade de Deus, da mesma forma, Deus também nos aceita quando todos os desejos e pensamentos da nossa carne são queimadas. Pelo sacrifício da nossa carne ser insatisfatória, nós somente poderemos satisfazer a Deus quando levarmos o sangue e as cinzas da ovelha que foi sacrificada por nós.

O lugar onde tranquiliza o coração de Deus e nos dá a coragem de irmos diante de Deus, é o altar, a cruz de Cristo.